…tudo continua por gritar…

É quase agradável ser dilacerado por memórias idas ao som desta música…

É bom quando alguém grita por nós o que temos preso cá dentro.

E passados estes anos, tudo continua por gritar…

http://www.youtube.com/watch?v=2Ja8xjU_Ghc

 

Dré

Anúncios
Published in: on 29/07/2011 at 2:27  Deixe um Comentário  

o que dizer?

O que dizer?

Que este livro leve um pouco de mim para dentro de ti, sei lá. Estar contigo é estar sem o que dizer, é deixar cair palavras, porque tu vales mais do que qualquer uma alguma vez dita. Posso dizer que te amo e sempre vou amar, que és o meu eterno e infinito dentro deste mundo transiente e minúsculo, que és tudo o que sempre quis. Posso dizer tanto, mas de que serve?, quando os destinos parecem traçados em linhas de ferro…

Amo-te tanto e custa tanto fingir que é isto mentira ou sonho, que é devaneio ou erro da vida, que os nossos caminhos se cruzaram por engano ou coincidência infeliz do universo.

O amor é assim, um paradoxo, um mistério indecifrável, porque o olhamos sempre com as nossas pequenas e bicudas cabeças. No coração não há mistérios. É por isso que dentro do meu, lá no fundo, naquelas águas serenas, é sempre o teu nome que se desenha. És sempre sempre sempre a música que se baloiça pela minha alma. Eu sei que nasci para estar contigo, porque nada há que se lhe compare. Abdicava da luz de todos os sóis só para ter o brilho dos teus olhos a cair sobre mim. Eu sei que nasci para ti. Eu sei.

Dré

Published in: on 29/07/2011 at 2:26  Deixe um Comentário