Apenas Um


Apenas um existe. Nunca existe, seja de que forma for, mais do que
isso, nem mesmo dois. Toda a percepc
ão de distincão e separacão, de dualidade, e
consequentemente daquilo a que
é chamado de realidade física, é uma
ilus
ão mental, como um sonho. Quem tu pensas ser, uma entidade
individual separada, faz parte dessa ilus
ão. Tu não és o criador de
nenhuma ac
ção ou pensamento. Os acontecimentos sucedem-se, mas não
existe quem os realize. Tudo o que existe
é Consciência. Isso é o que TU realmente és.

(…)

Embora procurado e compreendido por tão poucos, esta linha de
Conhecimento, esta sabedoria perene, sobreviveu porque oferece nada
menos do que tudo: as
respostas às perguntas sobre a vida, a verdadeira natureza de tudo o que existe, um significado e propósito últimos e o fim do sofrimento.

___

There is only one. There is not ever in any sense many, or even two. All perception of distinction and separation, of duality, and therefore of what is know as physical reality, is a mind-created illusion, of the nature of a dream. What you think you are, a separate individual entity, is part of this illusion. You are not the doer of any action or the thinker of any thought. Events happen, but there is no doer. All there is, is Consciousness. That is what YOU truly are.

(…)

Although pursued and understood by so few, this thread of Understanding, this perennial wisdom, has endured because it offers no less than everything: the answers to life’s questions, the true nature of all that is, ultimate meaning and purpose, and the end of suffering.

David Carse, Perfect Brilliant Stillness

Anúncios
Published in: on 18/05/2009 at 12:50  Comments (1)