Diarios de Sogenji – XI (1 a 22 de Janeiro)

 
2007, Janeiro 1
 
     Outra coisa que nao imaginaria ver num mosteiro: um monge, praticante ha 18 anos e ordenado ha 11, a jogar um dos meus jogos de comutador preferidos – Warcraft! Portatil aberto em pleno Zendo. Evaporem-se da minha mente preconceitos e estereotipos.
     Ha cerca de 3 anos e meio, num workshop da Flower of Life, a mestra disse que a expiracao (e tambem a inspiracao) devia durar cerca de 8 segundos e na altura ja achei um pouco longo. Aqui em Sogenji, a respiracao e a pratica central, mesmo que se trabalhe com koans. O S___ uma vez ate disse uma coisa engracada: "o Zen e a arte marcial da respiracao".
     O Roshi disse que a expiracao (aqui e so a expiracao que e "relevante"), mesmo para principiantes, devia durar no minimo 15 segundos. Um meditador experiente devera expirar durante 30 seguntos a 1 minuto. E um abuso, mas as minhas melhores expiracoes ja estao a durar entre 25 e 30 segundos. Ja cronometrei! =) Obviamente, nao e (ainda) uma expiracao 100% natural. Ha um esforco e uma intencao concreta no sentido de, como eles dizem, "expirar completamente".
 
2007, Janeiro 4
     Parabens, miudo! Como vai isso? Espero que nao tenhas passado o teu dia no Isel! =) Na verdade, ai ainda sao 10H da manha, por isso quero que tenhas um dia muito fixe, cheio de energia e coisas doces! Que tenhas tambem um excelente 2007! Abracao intercontinental! =)
     Ontem houve noite de poemas. Cada um escreveu um poema, que a C___ depois traduzia para Japones, para o Roshi comentar. Nao achei que o meu poema estivesse nada de extraordinario, mas ainda recebi alguns elogios. Aqui fica ele:
 
"I’m in search for the warmth that’s always there
Though I know I can find it everywhere.
Consequently, will there be an end?
Or is this continuously starting life my only friend?
It’s so hard to go nowhere all the time
As it’s hard to search for what no one can ever hide.
Is there a point in cracking a dream-made shell?
Will I reach Paradise if there’s no such thing as Hell?
A million birds and a thousand clouds pass by
But not a single trace is left behind.
Is it me who is looking for that place inside?
Or is it that empty sky that’s piercing through my crowded eyes?
I know there’s no place like home, but I wander astray instead.
I’m as good as dead, shooting randomly with my machine-head.
I never wore chains, why this longing to be free?
I’ve glimpsed that warmth inside… and that’s where I wanna be."
 
 
2007, Janeiro 7
 
     Primeiro dia de mais um Osesshin. Primeiro dia de neve em Sogenji – e nem foi das manhas mais frias. Foi muito bonito ver tanta neve a cair e a pintar as arvores, os edificios e os caminhos . Depiois veio a chuva e lavou tudo!
 
2007, Janeiro 13
 
     Jill, hoje e o teu dia, nao e? Se for, muita paz e amor para ti. Se nao for, muita paz e amor para ti! =)
     Ultimo dia do Osesshin. Para festejar, recebi uma quantidade gigantesca de correio. So da mae querida recebi 4 pacotoes! Muita comida e roupa tambem. Obrigado mae, obrigado pai! Obrigado maninho tambem!
     Recebi ainda uma carta e uma prenda de Natal da A___. Em resposta a pergunta "To bear or not to bear?" eu diria: "To bear", definitivamente.
     Finalmente, chegou tambem uma encomenda da Amazon: um livro do Osho que vou oferecer ao meu amigo Belga no aniversario dele – "Love, Freedom, Aloneness – the koan of relationships" ("Amor, Liberdade e Solidao – Uma nova visao dos relacionamentos").
 
 
2007, Janeiro 15
 
     Nao resisti. Perdi a cabeca! Passei por uma loja de musica e comprei um par de baquetas! Bem baratas, por sinal – 600 yenes, cerca de 3,5 euros. Agora e que vai ser batucar nos intervalos do Zazen! =)
     Hoje terminei o meu processo de obtencao do visto. Ja estou legal ate 12 meses. O processo incluiia a obtencao de um assim chamado de "Alien Card". Eu sempre desconfiei ser de outro planeta. Agora tive a confirmacao oficial por parte do governo Japones!
     Recebi tambem a tua carta, S___. Muito bonita, muito sincera, 100% tua. Es uma alma bela como conheco muito poucas. A tua beleza (o Sam the Kid chamar-lhe-ia "B.I.") ultrapassa em muito o horizonte tracado pelas palavras. Es de longe uma das pessoas mais maravilhosas e importantes que podia alguma vez ter cruzado o meu caminho. Es um anjo de Deus, com um coracao cheio de paixao! Fora com as palavras, tu sabes o que sinto. Obrigado sempre!
 
2007, Janeiro 16
 
     Daqui a 2 dias vou ser pela primeira vez Tenzo (cozinheiro principal). Vamos ver como corre, mas como o Roshi nao esta ca e a comunidade esta reduzida a 15 cabecas, sera um pouco mais facil. De qualquer forma, o Ca___ disse que vao manter em aberto a encomenda das pizzas. So no caso… Brincadeirinha!
     Hoje tive uma sessao dupla de DVD. Primeiro vi uma palestra do Eckhart Tolle – sempre marcante. Depois vi 2 episodios de uma serie passada numa nave espacial, estilo "Star Gate", chamada "Firefly". Muito fixe mesmo, com uns pormenores mesmo comicos.
 
2007, Janeiro 18
 
     E pronto, o meu primeiro dia como Tenzo esta a correr bem. As refeicoes principais ja foram (pequeno-almoco e almoco) e correu tudo bem, com a preciosa ajuda do Do___.
 
2007, Janeiro 21
 
     Hoje assisti a um concerto em pleno Hondo. Um senhor Japones, ja com alguma idade, a tocar a sua viola classica. Era o Carlos Paredes-san ca da zona. Foi um concerto de beneficiencia, a favor da Cruz Vermelha. Deu-me vontade de ouvir a bela e unica guitarra Portuguesa e, quica, ate um triste fado. Apetecia mesmo!
     Entretanto, anteontem, ontem e hoje anedi a explorar os caminhos que se estendem por esta serra. Muito interessantes e muita (boa)zona(!) por conquistar. Sinto-me bem a caminhar por estas colinas misteriosas fora.
 
2007, Janeiro 22
 
     Ontem acabei de ler o capitulo sobre o "Corpo de dor" do ultimo livro do Eckhart Tolle – "A New Earth". Hoje, o meu corpo de dor despertou do seu sono, tudo gracas a um telefonema menos feliz ontem a noite. bem, pelo menos deu-me a possibilidade de por em pratica o que li ontem, embora precise de mais Presenca – consciencia – para lidar com esta dor emocional. De qualquer forma, amo-te!
 
Dre
Published in: on 23/02/2007 at 7:50  Deixe um Comentário  

Diarios de Sogenji – X (19 a 31 de Dezembro)

 
2006, Dezembro 19
     Mais umas lagrimas que cairam durante o zazen. Esta cabeca pensa demais e este coracao tem demasiadas coisas ca guardadas dentro. E uma verdadeira "caixinha-surpresa" (surpresas desagradaveis, note-se!).
     Hoje apercebi-me o quao proximo esta o Natal. Normalmente, por esta altura estaria com um estusiasmo quase infantil dentro de mim, embora o Natal ja nao me diga muito. Porem, aqui enfiado neste (por vezes maldito) templo, nao se ve um sinal desa epoca habitualmente tao especial para mim. E, de longe, a minha altura preferida do ano – Natal mais Ano Novo. Este ano, contudo, sera absolutamente diferente e indiferente! As vezes ainda me questiono sobre  o que faco aqui "dentro", quando a vida parece continuar la "fora". As penso se valera a pena mudar para Outubro a viagem de regreso que para ja esta para 20 de Janeiro… Principalmente quando a pratica vai tao mal, como esta a ser o caso deste Osesshin. Um verdadeiro desperdicio… Tantas vezes me questiono: "Serei capaz de levar este caminho ate ao fim? Levar este barco a bom porto?" Tantas vezes questiono, tantas vezes duvido das minhas capacidades… Sinto-me demasiado fraco e medroso, como uma crianca a tentar percorrer um caminho de homens fortes e corajosos.
     No Sanzen, o Roshi disse: "Nunca feches os olhos. Esta focagem (feita no Tanden) e muito importante".
 
2006, Dezembro 20
     Sanzen: O Roshi pediu-me novamente para lhe mostrar a respiracao. Respirei profundamente e fechei os olhos durante breves segundos. Ele depois disse: "Parece que andas a fechar os olhos com muita frequencia. O Zazen trata de alcancar aquele lugar onde ja nao existe distincao entre interior e exterior. Se fechares os olhos, nunca conseguiras alcancar esse lugar".
     Este Osesshin tem sido marcado pela luta incessante contra o frio, contra a raiva que esta a surgir dentro de mim em relacao a 2 ou 3 pessoas (extremamente forte em relacao a 1), contra a falta de motivacao para meditar e, mais que tudo, contra uma gula e uma vontade de comer estupida e inacreditavelmente anormal. Eu vou observando estas coisas dentro de mim, mas nem sempre consigo observar a distancia. Muitas vezes confundo estes movimentos do ego com quem eu sou. Nao tem sido nada facil.
 
2006, Dezembro 22
     Dia de solsticio de Inverno, marcado com uma jantarada a maneira. Cada um de nos foi convidado a fazer um prato ou uma sobremesa, e muitos responderam a chamada – incluindo eu proprio, imagine-se. Comida boa, ambiente descontraido, com guitarradas, cantorias, didgeridoo e ate uma luta de sumo – com rasgos de actuacao teatral! Excelente. Mas o melhor foi quando o J___ pegou num leitor e pos a tocar, por cima de uma guitarra bem calminha, uma mistura que ele fez com a musica da Guerra das Estrelas e a voz do Roshi durante uma palestra ou um recitar de sutras. Foi hilariante. A C___ e o proprio Roshi a rirem imenso! Foi mesmo comico.
 
2006, Dezembro 24
     Hoje, como presente de Natal, comecei a ler o livro que o meu amor me deu! E tao bonito que e, e profundo, e infantil, mas cheio de sabedoria. Tal como tu. Na verdade, parece que es tu que me estas a ler o livro. Parecem as tuas palavras, a tua linguagem, a tua maneira tao especial de tornares algo tao banal em algo tao doce e fofinho. E sinto que este livro tem imenso para me ensinar, se eu estiver disposto a aprender. Isso e que vai ser mais dificil. Muito obrigado. Tudo e perfeito!
     E para quem estava a espera de passar uma noite de Natal triste e vazia, longe dos que me sao mais queridos, tive uma grande e agradavel surpresa. Juntamo-nos todos na cozinha, a ver um curto DVD sobre o mestre do nosso Roshi – Yamada Mumon Roshi. De seguida, foram dadas uma serie de prendas ao mestre e eu fui o escolhido para o fazer. Foi giro.
     Depois tambem tivemos as nossas prendas e docinhos bons. Mas o momento altissimo da noite surgiu quando o J___ se lembrou de por um DVD do Mr. Bean – "Merry Christmas, Mr. Bean". Foi completamente hilariante, de rir e chorar por mais, e foi bom ver a C___ a rir as bandeiras despregadas e o Roshi tambem. Tenho vindo a aperceber-me de como aprecio e valorizo o riso e o sorriso. POr estranho que possa soar, acredito que ua boa gargalhada, ou mesmo um ataque de riso, e uma das coisas mais genuinas e nobres que um ser hmano pode fazer. eve ser mesmo uma experiencia profundamnte espirtual. Nesses momentos nao existe ego, nao existe ninguem a rir, apenas o riso em si, espontaneo e vivo.
 
2006, Dezembro 25
    Dia de Natal – pelo menos em Portugal e alguns outros paises. Um dinamarques aqui ficou chocado com isso: "E isso que vos ensinam?!" Ele diz que Jesus nasceu dia 24 – sem sombra de duvidas. Tambem que importa isso? "O que interessa e que ele tenha nascido", disse eu, tal e qual um bom catolico!
     Sao 9 da manha. Em Portugal e meia-noite, pelo que os meus pais, mano e avozita devem estar a trocar prendas na sala, iluminada intermitentemente pelo piscar da arvore de Natal, a televisao ligada, mas sem som (a passar o "Titanic" ou algo do estilo), com musicas calmas de Natal na aparelhagem e com uma mesa farta em bolos e doces. Tao bom, tantas saudades…
     Eu desde as 8H que estou vestido de monge, a pedir esmola pelas ruas de Okayama. E uma forma diferente de passar o dia de Natal. Pelo menos, fizemos muito dinheiro (comparativamente com o habitual).
 
2006, Dezembro 27
     Acabei de ler o livro que o meu amor me ofereceu – "Morte e Nascimento de uma Flor". Lindo! Tem aquela inocencia profunda e aquela sabedoria de crianca que apenas encontro em livros como "O Principezinho" ou "Fernal Capelo Gaivota". Muito belo e profundo. Tenho de o reler. Tenho muito a aprender com ele, especialmente nesta fase da minha vida. Tu sabes o que fazes, minha flor branquinha do deserto.
 
2006, Dezembro 28
     Parabens, A___! Ha muito que nao falamos, mas continuas aqui no meu coracao! =) Esper que tenhas um dia cheio dessa tua alegria, tambem ela marcada por aquela "infantilidade luminosa" que tanto admiro; aquela crianca interior que brilha no rosto de alguns adultos mais "esclarecidos". Se feliz!
     Hoje o Roshi deu-me um "presente". Virou-se para mim e disse: "Toma, um presente para ti", enquanto me estendia um gatinho preto, pegando no bichano pelo cachaco. E um gatinho fofinho que apareceu por ca e que eles estao a tentar arranjar alguem para o adoptar.
 
2006, Dezembro 31
     Parabens! Parabens! Ai, como desejo que sejas feliz!=) Espero que tenhas um dia muito bom ai por terras belgas. Que te divirtas muito e entres cheia de forca num novo ano que promete trazer muitasmudancas e coisas novas na tua vida! Adoro-te imenso e certas coisas nunca mudam. "Soulmates never die…"
     Hoje vi uma coisa que nao esperaria ver num templo Zen: um dos jovens praticantes a enrolar um cigarro em plena cozinha. Alem disso, hoje temos uma serie de filmes para ver, ate dia 2 ou 3, incluindo titulos como "Guerra das Estrelas II", "Frida", "V de Vendetta", "Clube de Combate" e "Codigo da Vinci".
 
Dre
Published in: on 01/02/2007 at 5:43  Deixe um Comentário